Acusados de latrocínio no interior de Bela Vista da Caroba são condenados a mais de 25 anos de prisão

sexta-feira, 02 de junho de 2017 | Policial

Evandro dos Santos Guimarães, 23 anos, e Marcos Pimentel da Silva, 21 anos, acusados de praticar latrocínio (roubo seguido de morte) no interior de Bela Vista da Caroba, foram condenados a mais de 25 anos de prisão.

O crime aconteceu no dia 10 de julho de 2016, por volta das 19h20, na localidade Costa e Silva, interior do município de Bela Vista da Caroba. Os dois jovens, junto com um adolescente de 15 anos, confessaram que participaram da ação criminosa, onde foi alvejado a tiros, Diego Felipe Cossetin, 29 anos, que retornava de um passeio com a esposa e filha bebê.

A vítima foi socorrida, mas faleceu antes de dar entrada no Hospital Santa Rita de Ampére. O trio fugiu com o carro e celular de Diego, deixando mãe e filha no local do crime. O veículo foi encontrado abandonado caído em uma ponte na comunidade Fonte Bela, em Ampére. Na época, também foram apreendidas armas de fogo em uma residência, supostamente utilizadas no crime.

A Polícia Civil da Comarca de Ampére instaurou inquérito policial, que apontou a autoria do crime pelo trio. No dia 1º de setembro de 2016, o juízo decretou a prisão preventiva dos denunciados Evandro e Marcos.

Em decisão do dia 26 de maio de 2017, a juíza de direito da Comarca de Ampére, Ursula Boeng, condenou Evandro dos Santos Guimarães e Marcos Pimentel da Silva pelos crimes de latrocínio e corrupção de menor. Marcos condenado a 30 anos e seis meses de prisão, e Evandro a 26 anos e quatro meses de prisão, ambos em regime inicial fechado. Os dois estão presos na carceragem da Delegacia da Polícia Civil de Realeza.

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br