Ambientalistas se unem para barrar projeto que articula reabertura da Estrada do Colono

segunda-feira, 07 de junho de 2021 | Sudoeste

Ambientalistas de todo o Brasil estão articulados para barrar a apreciação do Projeto de Lei (PL) do Deputado Federal do Paraná, Nelci Colgueto Maria (Vermelho) pela Câmara Federal. O PL propõe a reabertura da Estrada do Colono, caminho que liga o oeste ao sudoeste do Paraná cruzando o Parque Nacional do Iguaçu. Um pedido de urgência de apreciação do projeto estava na pauta de quarta, 02, porém, foi adiado para a próxima terça, 08.

 

Na última semana, ambientalistas de várias partes do país promoveram um tuitaço chamando a atenção das autoridades para o risco da reabertura da estrada, que, de acordo com eles, praticamente divide o Parque Nacional em dois, área de grande biodiversidade e refúgio das últimas onças-pintadas do Bioma da Mata Atlântica.

 

O tuitaço, que foi organizado pela Rede Pró-UC, organização que congrega outras 30 ONGs (Organização não Governamental) voltadas para a proteção de Unidades de Conservação, foi endereçado para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e ao Deputado Vermelho.

 

Para a diretora-executiva da Rede Pró-UC, Angela Kuczach, a avaliação do tuitaço foi muito positiva, conseguindo a mobilização através de uma articulação bem fundamentada e muito rápida, chegando ao Governador do Estado do Paraná, a Câmara dos Deputados, ao presidente da Câmara, lideranças de bancadas, além de envolver a imprensa, a sociedade com representatividade de todo o Brasil, de ongs nacionais, internacionais, regionais, locais e a população de Foz do Iguaçu.

 

“Ficou muito claro que a maioria das pessoas não querem o Parque sendo rasgado pelo meio. Não querem uma rodovia dentro do Parque com esse nome fantasia de Estrada-Parque mas que representa atropelamento, caça, ilegalidades de toda a sorte, insegurança, violência, tráfico, contrabando, danos gigantescos à imagem do Brasil lá fora e consequências danosas ao turismo com turistas que vai deixar de vir ao Brasil e ao Parque pela tristeza de vê-lo desmatado para abrir essa rodovia”, disse.

 

Com o apoio da Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Federal, presidido pelo deputado Rodrigo Agostinho (PSB/SP) a nova ação do grupo é conversar com a lideranças dos partidos para barrar o projeto. Também está previsto um novo tuitaço para a próxima semana.

 

RÁDIO CULTURA FOZ O tuitaço, que foi organizado pela Rede Pró-UC, organização que congrega outras 30 ONGs (Organização não Governamental) voltadas para a proteção de Unidades de Conservação, foi endereçado para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e ao Deputado Vermelho.

 

Para a diretora-executiva da Rede Pró-UC, Angela Kuczach, a avaliação do tuitaço foi muito positiva, conseguindo a mobilização através de uma articulação bem fundamentada e muito rápida, chegando ao Governador do Estado do Paraná, a Câmara dos Deputados, ao presidente da Câmara, lideranças de bancadas, além de envolver a imprensa, a sociedade com representatividade de todo o Brasil, de ongs nacionais, internacionais, regionais, locais e a população de Foz do Iguaçu.

 

“Ficou muito claro que a maioria das pessoas não querem o Parque sendo rasgado pelo meio. Não querem uma rodovia dentro do Parque com esse nome fantasia de Estrada-Parque mas que representa atropelamento, caça, ilegalidades de toda a sorte, insegurança, violência, tráfico, contrabando, danos gigantescos à imagem do Brasil lá fora e consequências danosas ao turismo com turistas que vai deixar de vir ao Brasil e ao Parque pela tristeza de vê-lo desmatado para abrir essa rodovia”, disse.

 

Com o apoio da Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Federal, presidido pelo deputado Rodrigo Agostinho (PSB/SP) a nova ação do grupo é conversar com a lideranças dos partidos para barrar o projeto. Também está previsto um novo tuitaço para a próxima semana.



Fonte: RÁDIO CULTURA FOZ Com informações do Iguaçu News Tur | FOTO: REPRODUÇÃO

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br