Após o Brasil, agora o Paraguai prevê abertura da fronteira a moradores locais

terça-feira, 15 de setembro de 2020 | Fronteira

Em entrevista coletiva, o Ministro da Saúde do Paraguai, Julio Mazzoleni, confirmou nesta terça-feira (15) que apresentou ao Presidente da República, Mario Abdo Benítez, uma minuta do protocolo relativo à abertura gradativa da fronteira com o Brasil.

 

“Isso se ampara em várias circunstâncias, levando-se em consideração a situação epidemiológica do Alto Paraná, onde se registra uma diminuição dos casos confirmados e internados”, alegou o ministro.

 

Ele explicou que será estabelecido um perímetro de circulação para os turistas que entrarem na área comercial de Ciudad del Este por um período de 24 horas. Ele considerou que a reabertura da Ponte da Amizade ocorreria em curto prazo.

 

A Ponte Internacional da Amizade está fechada desde 18 de março, o que gerou prejuízos de milhões de dólares para os comerciantes que dependem do turismo de compras. Além disso, o setor fala em cerca de 75 mil desempregados com o fechamento da passagem.

 

Vale ressaltar que o governo brasileiro autorizou a entrada de moradores de fronteira, desde que haja reciprocidade. Ou seja, se a ponte for aberta nessas condições, bastará que o governo paraguaio autorize. O decreto de fechamento da fronteira por mais 30 dias, instituído pelo Brasil, já prevê essa condição e encerra dia 26 de setembro.



Fonte: Portal da Cidade com La Clave

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br