Avicultura gera renda e empregos em Salto do Lontra

segunda-feira, 24 de agosto de 2020 | Agricultura

O município de Salto do Lontra se destaca no setor avícola, com mais de 12 núcleos de galinhas poedeiras para as empresas Pluma e BRF e mais os aviários para a produção de frangos de corte para a BRF de Dois Vizinhos.

Em 2018, a produção de ovos galados e não galados, para consumo humano, galinhas de recria e galinha reprodutora/descarte atingiu R$ 63,3 milhões (valor arredondado) e o VBP R$ 359,7 milhões (valor arredondado).

Em 2019, a produção de ovos galados e para consumo humano, de galinhas de recria e galinhas reprodutoras/descarte totalizou R$ 76,5 milhões (valor arredondado) e o VBP do município chegou a R$ 392,5 milhões (valor arredondado).

 

Pessoal de fora investe

Empresários de Salto do Lontra e Dois Vizinhos investem na atividade. Toninho Coletti, cartorário e empresário de Dois Vizinhos, e um sócio mantêm um núcleo de galinhas poedeiras em Salto do Lontra. A granja conta com seis aviários de 154 metros por 12 de largura.

No período de pico de produção as galinhas chegam a produzir 50 mil ovos por dia. Por ano são 11 milhões de ovos, em média. Toninho diz que a rentabilidade é boa, mas que a BRF faz sempre exigências de investimentos e segurança sanitária. “Os cuidados são muitos”, diz o empreendedor. A granja emprega 25 funcionários.

Nelcir Frigo, secretário de Agricultura de Salto do Lontra, confirma a importância o setor avícola para o município. “Daqui sai bastante ovos todos os dias”, comenta. Ele cita que uma granja tem 18 pavilhões para produção de ovos e existem outras com dois, quatro e até seis grandes aviários de galinhas poedeiras.



Fonte: JORNAL DE BELTRÃO

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br