Cascavel/Marmelândia: Duplicação da BR 163 tem R$ 45 milhões liberados

sábado, 06 de abril de 2019 | Geral

Após um longo período em ritmo muito lento, as obras em duplicação da BR-163 entre Cascavel e Marmelândia – distrito de Realeza – terão incremento. Segundo a Superintendência Regional do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) no Paraná foram empenhados R$ 45 milhões. No canteiro de obras, os trabalhadores se mostram otimistas com a informação de que 200 novos profissionais serão contratados para dar conta dos trabalhos que prometem se intensificar.

 

Conforme o Dnit, estão sendo executadas agora obras complementares, sinalização e drenagem entre os segmentos, desde o posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) até o Contorno de Lindoeste. Há ainda um grupo focado na terraplanagem na interseção de Santa Lúcia, outro na execução de terraplanagem entre Santa Lúcia e Capitão Leônidas Marques, onde será duplicada a rodovia, na construção de um muro de contenção da interseção do perímetro urbano de Capitão Leônidas Marques e na construção da superestrutura na ponte sobre o Rio Iguaçu.

 

O Dnit promete analisar até o mês de maio a possibilidade de liberação de mais um trecho já duplicado. O percurso inteiro a ser duplicado é de 73,4 quilômetros de extensão.

 

Para conclusão dos trabalhos ali, a estimativa é de que sejam necessários ainda cerca de R$ 200 milhões, do total de R$ 579 milhões previstos para toda a obra.

 

Ainda com base nas informações do órgão, o trecho está contemplado na Lei Orçamentária Anual de 2019, sendo que os empenhos aos contratos serão realizados trimestralmente.

 

 

 

Toledo a Marechal

A regra também vale para o trecho em duplicação da BR-163 entre Toledo e Marechal Cândido Rondon. Atualmente as obras em andamento nesse trecho contam com saldo de empenho de R$ 4,1 milhões e recentemente foi solicitado, segundo o Dnit, um reforço para esse valor, mas ainda não há definição sobre novas liberações neste trajeto.

 

 

Ali os serviços estão concentrados nos viadutos e nos segmentos de terraplenagem e a expectativa é para que ao menos uma parte da duplicação, em torno de 18 quilômetros de um total de 38,9, seja liberada para tráfego até o fim deste semestre.

 

No total esta obra vai custar R$ 306 milhões, mas ainda precisaria de algo superior a R$ 150 milhões para ser concluída. O término dos dois trechos está programado para o fim de 2020.

 

Detonação de rocha

A Superintendência do Dnit no Paraná informa que na quarta-feira (10), das 13h às 15h, será interrompido o tráfego na BR-163 próximo ao Distrito de Dois Irmãos, em Toledo, na altura do KM 259, para a detonação de rocha.

 



Fonte: O Paraná

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br