Foz do Iguaçu reabre para o turismo e aplicará testes de Covid-19 em visitantes

segunda-feira, 08 de junho de 2020 | Fronteira

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) sob controle, Foz do Iguaçu reabrirá seus atrativos turísticos na próxima quarta-feira, 10 de junho, assumindo o compromisso de testar todos os casos sintomáticos de visitantes que apresentaram quadro de febre, gripe, resfriado ou algum sintoma respiratório nos últimos 14 dias.

Reabertura inclui também os hotéis e resorts de turismo de lazer. Expectativa inicial é atender a comunidade local e o público regional. Uma live solidária na usina de Itaipu arrecadará fundos para os trabalhadores do turismo.

 

Para identificar e testar os casos sintomáticos, serão montadas barreiras sanitárias nos atrativos turísticos e nos hotéis e resorts de maior porte. Para retomar as atividades, será exigido o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária instituídos pelo Decreto Municipal nº 28.124, de 8 de maio, que estabeleceu as normas de funcionamento.

 

Os empreendimentos também devem assinar um termo de responsabilidade no qual se comprometem a respeitar os protocolos de segurança sanitária e colaborar com a Secretaria Municipal da Saúde na busca ativa de colaboradores e clientes com sintomas compatíveis com a Covid-19.

 

Antes do ingresso nos atrativos, o visitante deverá responder, na barreira sanitária, um questionário sobre sintomas respiratórios ou apresentar autoavaliação realizada por meio de um aplicativo, o CovidPR, disponível nas plataformas Android e IOS, e que estará conectado com a central do Plantão Coronavírus.

 

O uso de máscaras é obrigatório para colaboradores e visitantes, assim como a higienização das mãos e o distanciamento social, dentre uma série de medidas protetivas. Turistas que testarem positivo serão colocados em isolamento social por 14 dias e deverão arcar com os custos de hospedagem.

 

Lição de casa

Foz do Iguaçu se preparou para o enfrentamento da pandemia. Uma estrutura hospitalar com 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 70 leitos de enfermaria foi montada para atender os doentes.

 

Cidade montou também um serviço de WhatsApp 24 horas para o Plantão Coronavírus. Município foi um dos primeiros do Brasil a decretar o uso obrigatório de máscaras para toda a população. Habilitou dois laboratórios para fazer testagem de exames. E é hoje a cidade com o maior número de testes por habitantes do Paraná. Até ontem, contabilizava 165 casos confirmados, a maioria importados, e três mortes. Índice de ocupação dos leitos de UTI gira em torno de 10 a 15%.

 

“População colaborou. Fizemos a nossa lição de casa e agora estamos prontos para a retomada do turismo”, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

 

Apoio da Itaipu

A Itaipu Binacional é uma das principais apoiadoras dessa retomada do turismo, junto com o programa Acelera Foz, que reúne um conjunto instituições.

 

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, Foz do Iguaçu vai sair à frente porque adotou todas as medidas sanitárias pra esse recomeço sempre primando pela “nossa gente”. Para o diretor, isso foi possível porque houve união e propósito. “Desde o começo, o governo federal tem olhado com muito carinho pra essa região, que tem vocação turística e está dando um passo importante adiante”.

 

Responsabilidade

“Estamos conscientes dos cuidados e da nossa responsabilidade. Sabemos que a retomada do turismo será lenta e gradual. Esse recomeço será com a comunidade local e o público regional. Mas reabertura mostrará que estamos preparados para a nova normalidade que virá no pós-pandemia. Será um aquecimento. Quando o turismo voltar pra valer, já estaremos embalados”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

 

 

 



Fonte: Rádio CulturaFoz

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br