PIB do Sudoeste ultrapassa R$ 18 bilhões

terça-feira, 05 de fevereiro de 2019 | Geral

Recentemente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) — em parceria com os órgãos Estaduais de Estatística, as Secretarias Estaduais de Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) — divulgou relatório, que apresenta comentários analíticos sobre os principais destaques do Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios, referência 2010, contemplando o ano de 2016.

 

Conforme o IBGE, o PIB consiste no total dos bens e serviços produzidos pelas unidades produtoras residentes, destinados aos usos finais, sendo, portanto, equivalente à soma dos valores adicionados pelas várias atividades econômicas, acrescida dos impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos. Ele também é equivalente à soma dos usos finais de bens e serviços valorados a preço de mercado sendo, também, equivalente à soma das rendas primárias.

 

De acordo com a chefe da agência do IBGE em Pato Branco, Sharon Caleffi, o PIB a preços correntes no Paraná, em 2016, foi de mais de R$ 400 bilhões. No Sudoeste paranaense foi aproximadamente R$ 18 bilhões, o que corresponde a 4,48% do montante.

 

Sharon informa que, entre os 42 municípios da região, quem teve o maior PIB, em 2016, foi Pato Branco, com mais de R$ 3,3 bilhões e com uma população estimada atualmente, conforme o IBGE, de 81.893 habitantes.

 

Francisco Beltrão foi o segundo, com cerca de R$ 2,8 bilhões e uma população atual de 89.942 habitantes — aproximadamente R$ 500 milhões de PIB a menos que Pato Branco.

 

Mangueirinha é o terceiro, com R$ 1.697.386 e 16.787 habitantes; Dois Vizinhos o quarto, com R$ 1.479.083 e 40.234 habitantes; e Palmas o quinto, com R$ 1.065.498 e 50.198 habitantes.

 

Realeza se encontra em 11° no Ranking, com R$ 578.310 e 16.894 habitantes.

 

Já os municípios com menores PIB na região, a preços correntes, foram: Pinhal de São Bento, com R$ 47.860; Manfrinópolis, com R$ 54.704; Bom Jesus do Sul, com R$ 72.619; Boa Esperança do Iguaçu, com R$ 84.195; Sulina, com R$ 92.803; e Bela Vista da Caroba, com R$ 96.262.

 

Relatório

 

Conforme o relatório, a metodologia adotada para sua estimativa é uniforme para todos os Estados e é integrada, conceitualmente, aos procedimentos adotados nos Sistemas de Contas Nacionais e Sistema de Contas Regionais.

 

“Portanto, os resultados são coerentes e comparáveis entre si e com os resultados nacional e regional. São apresentados, a preços correntes, os valores adicionados brutos dos três grandes setores de atividade econômica: Agropecuária; Indústria; e Serviços, — além da Administração, Defesa, Educação e Saúde Públicas e Seguridade Social —, devido à importância dessa atividade na economia brasileira; bem como os impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos, o PIB e o PIB per capita, informações que, além de estabelecer relações macroeconômicas, possibilitam traçar perfis econômico e setorial para cada um dos municípios brasileiros”, justifica.

 

Confira logo abaixo o Ranking completo das cidades do Sudoeste do PR

 

 



Fonte: Diario do Sudoeste

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br