Prefeito de Santo Antônio do Sudoeste assume a presidência da Associação Regional de Saúde do Sudoeste

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021 | Sudoeste

O prefeito de Santo Antônio do Sudoeste, Ricardo Ortinã (PL), foi eleito na semana passada em Francisco Beltrão, presidente da Associação Regional de Saúde do Sudoeste (ARSS). 

 

A escolha foi realizada na sede da associação e ouve consenso para a eleição do nome de Ricardo. Essa é a segunda vez que Ricardo assume a presidência da instituição. Na reunião foram tratados assuntos referentes aos interesses da saúde regional, bem como as viabilizações de recursos e parcerias firmadas para 2021.

 

A ARSS

A ARSS (Associação Regional de Saúde do Sudoeste) foi criada no dia 7 de dezembro de 1994 com a finalidade de atender as consultas especializadas na rede pública de saúde. Na época, os 27 municípios que fazem parte da ARSS entenderam que era preciso garantir o atendimento e dar economicidade ao serviço a ser implantado, além de promover economia de escala, pois o número de especialistas disponíveis, não era suficiente para atender à necessidade apresentada pela região.

 

O Consórcio Intermunicipal de Saúde possibilitou o atendimento à demanda crescente na rede secundária de saúde pública, denominado CRE (Centro Regional de Especialidades). As atividades do CRE foram iniciadas com o atendimento de quatro especialidades, este número foi crescendo e no último ano de funcionamento naquele espaço físico já eram atendidos em média 8.500 consultas por mês, em 23 especialidades médicas, além dos programas mantidos pela instituição.

 

Os programas foram instituídos gradativamente desde a sua criação.  Entre os serviços prestados no consórcio, mantemos o CAPS II (Centro de Atenção Psico-Social e o CAPS ADIII SIM PR localizado em Marmeleiro).

 

O atendimento aos municípios é disponibilizado por divisão percapta, de acordo com a porcentagem de sua população em relação aos serviços ofertados.

 

O custeio da ARSS é por contrato de rateio, onde cada município paga a mensalidade e paga por uso de serviços contratualizados.

 

A ARSS também recebe recursos do faturamento de procedimentos do SUS.

 

As emendas parlamentares destinadas ao Consórcio têm sido de grande apoio para atender demandas específicas, além de aquisição de equipamentos que com recursos próprios não teríamos condições de adquirir.

 

O principal objetivo da ARSS é atender as demandas dos 27 municípios consorciados. Planejar e executar ações da rede secundária da saúde pública destinados a qualificar os municípios e promover assistência em saúde com qualidade e eficiência aos habitantes dos municípios consorciados.

 

A ARSS, sendo um consórcio de municípios, tem como gestor os próprios prefeitos, que em assembleia elegem um conselho de prefeitos composto por um presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário.

 

A ARSS (Associação Regional de Saúde do Sudoeste) é uma entidade integrante da administração pública indireta, se tratando de pessoa jurídica através da figura de consórcio público, foi instituída em 07/12/1994, objetivando a gestão associada de seus municípios integrantes, especificadamente na área de saúde, devendo-se reger-se pelas normas constantes da Constituição Federal (art. 241), Código Civil, e Lei nº 11.107/2005, regulamentada pelo Decreto nº 6.017/07.

 

Tem sede na cidade de Francisco Beltrão/PR, na Rodovia Contorno Leste, nº 501, Água Branca, de onde presta auxílio a 27 municípios, da área de abrangência da 8ª Regional de Saúde, os quais são: Ampére, - Barracão - Bela Vista da Caroba - Boa Esperança do Iguaçu - Bom Jesus do Sul - Capanema - Cruzeiro do Iguaçu - Dois Vizinhos - Enéas Marques - Flor da Serra do Sul - Francisco Beltrão - Manfrinópolis - Marmeleiro - Nova Esperança do Sudoeste - Nova Prata do Iguaçu - Pérola do Oeste - Pinhal de São Bento - Planalto - Pranchita - Realeza - Renascença - Salgado Filho - Salto do Lontra - Santa Izabel do Oeste - Santo Antonio do Sudoeste - São Jorge do Oeste - Verê.

 

O principal objetivo da ARSS é planejar, adotar e executar programas e medidas destinadas a promover a saúde, melhor atendimento e qualidade de vida dos habitantes e municípios consorciados, bem como implantar serviços afins, principalmente os de especialidades dentro do Sistema Único de Saúde - SUS.

 

Composto por uma equipe de 136 funcionários, e atendendo diariamente um contingente de quase 600 pacientes.



Fonte: PORTAL TRI | FOTO: REPRODUÇÃO

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br