Preso foge da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão e é morto em área de mata

terça-feira, 15 de setembro de 2020 | Policial

No começo da tarde de ontem, aconteceu uma tentativa de fuga de dois presos da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão. Um deles foi capturado dentro da unidade e o outro conseguiu fugir e acabou morto numa área de mata. Antes da fuga, os dois estavam no pátio de sol da Penitenciária.

 

Eram 12h20 quando soou a sirene de alarme no presídio. Os policiais militares e penais iniciaram as buscas. Um dos presos foi abordado e recapturado quando estava no telhado de um dos blocos. Foram mobilizadas para a recaptura as equipes de segurança interna e externa – policiais penais e militares. “Foi muito rápida a ação”, informou Marcos Andrade, diretor da PEFB.

 

O segundo preso fugiu para uma área de mata próxima da Penitenciária. A informação é de que houve um confronto do fugitivo com os policiais penais e militares e ele acabou morrendo. Várias viaturas da PM também auxiliaram nas buscas ao detento. Marcos estima que, pelo menos, 20 policiais participaram da ação.

 

O preso que faleceu tinha 30 anos, era natural de Salgado Filho, mas veio residir em Francisco Beltrão. Ele cumpria pena de 62 anos e cinco meses. Teria possibilidade de progressão de pena a partir de 2043. Ele estava preso por infração aos artigos 16 (porte ilegal de arma de fogo) e 155 (furtos) do Código Penal. Tempos atrás, esse detento fugiu do presídio e foi recapturado no Bairro Padre Ulrico. Ao ser preso, naquela oportunidade, ele estava com um colete balístico.

 

O detento recapturado tem 33 anos, é de Francisco Beltrão e chegou há pouco tempo na PEFB. Ele foi condenado a 43 anos de prisão por posse ilegal de arma, homicídio e tráfico de drogas.

À tarde, era esperada a divulgação de uma nota oficial do 21º Batalhão da PM sobre a ação, para a imprensa.

 

Reforço na segurança

Nesta semana, a Polícia Militar voltou a fazer a segurança externa da penitenciária estadual, abordagens e demais procedimentos de segurança em volta da instituição que têm mais de 1.100 presos cumprindo suas penas. O Centro de Transmissão de TV interna, que controla imagens de vários espaços da PEFB, também passou a ser coordenado pelos agentes.

 

Nota à Imprensa

A 5ª Seção do 21º Batalhão de Policia Militar, seção de comunicação social, vem a público informar e esclarecer aos veículos de comunicações acerca dos fatos ocorridos na tarde desta segunda feira, 14 de setembro de 2020, onde em buscas a foragido da PEFB, policial militar desta unidade foi obrigado a, em defesa de sua própria vida e de colega de serviço, utilizar força letal contra o indivíduo que veio a óbito no local.

 

Na situação especifica, as equipes policiais, ao ficarem sabendo de fuga de preso na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, deslocaram para o entorno da localidade na intenção de recapturar indivíduo em fuga. Imediatamente iniciou-se procedimentos de buscas em área de mata para onde o indivíduo correu.

 

Em determinado momento uma guarnição foi surpreendida pela ação do foragido, que pulou sobre o policial militar visivelmente na intenção de tomar a arma do mesmo, entrando em luta corporal, o parceiro do policial ao visualizar a situação realizou disparo de sua arma de fogo. Nesse momento, foi cessada injusta agressão contra o policial militar vindo o indivíduo foragido a cair ao solo.

 

Equipes do Samu foram acionadas e constataram o óbito do indivíduo no local. O fugitivo foi posteriormente identificado como Vilson de Abreu, vulgo Barriga, 52 anos de condenação, considerado de alta periculosidade pelas equipes policiais. Indivíduo este que já tem em seu histórico anterior três fugas consumadas e inúmeras tentativas, sendo que esta foi a quartafuga dele da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão.

 

Destaco que nas situações anteriores, no momento da recaptura, o foragido veio a se entregar para as equipes policiais, sem resistência, sendo devolvido ao sistema prisional. Ressalto que as ações do policial militar foram todas realizadas visando nada mais que a legítima defesa dele e de terceiro envolvido e que Inquérito Policial Militar será instaurado pelo comando do 21º BPM para apurar as circunstâncias em que o fato ocorreu.



Fonte: Comunicação Social 21ºBPM

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br