Previsão: tempo muda com frente fria a partir desta quinta-feira

quarta-feira, 22 de julho de 2020 | Clima Tempo

O tempo firme em grande parte do Brasil tem ajudado na manutenção do trigo no Sul e na colheita do milho segunda safra, laranja e algodão no Sudeste e Centro-Oeste.

 

No Brasil central, a previsão do tempo não indica chuva tão cedo. No Sudeste, há expectativa de algumas pancadas isoladas e uma nova onda de frio só na semana que vem, nos últimos dias de julho.

 

“Estamos monitorando esse frio que pode afetar Rio Grande do Sul, interior de Santa Catarina e sul e sudoeste do Paraná, com mínimas de 3 °C. Algumas lavouras de cana e milho tardio do sul de Mato Grosso do Sul também podem ter danos pontuais”, afirma o meteorologista Willians Bini, da Somar.

 

Nesta quarta-feira, 22, o tempo firme ainda predomina no país. Instabilidades no sul do continente favorecem a presença de maior nebulosidade no Rio Grande do Sul, mas ainda sem condição para chuva.

 

Em Santa Catarina e no Paraná, ainda há disponibilidade de umidade, o que favorece a ocorrência de nevoeiro ao amanhecer na metade leste dos dois estados. O sol predomina nos restante do dia, ainda com sensação de abafamento no período da tarde em toda a região.

 

No Sudeste do país, tempo firme em todas as áreas, com maior nebulosidade do Espírito Santo ao leste de Minas Gerais, mas sem chance de chuva. Baixa umidade relativa do ar nas horas mais quentes do dia, principalmente no oeste de São Paulo e de Minas Gerais.

 

No Norte, chuva volumosa ainda em Roraima, Amapá e norte do Pará. Pancadas isoladas são esperadas no norte do Amazonas, mas sem grandes acumulados. Tempo firme ainda no sul do Amazonas e do Pará, além de no Acre, Rondônia e Tocantins.

 

No Nordeste, tempo firme também no interior, com baixos índices de umidade do ar. Chuva na faixa de Salvador (BA) a Natal (RN), por conta da atuação das Ondas de Leste.

 

Já na quinta-feira, 23, a chegada de uma nova frente fria aumenta a condição para chuva no extremo sudoeste do Rio Grande do Sul, na forma de pancadas isoladas. As rajadas de vento ganham força em todo o estado, e também de Santa Catarina ao sudoeste do Paraná, onde podem ultrapassar 50 km/h. O tempo seco e quente ainda vai predominar nas demais áreas da região Sul, sem previsão de chuva por enquanto.

 

Na sexta-feira, 24, e também no sábado, 25, a frente fria volta a espalhar chuva no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e extremo sul do Paraná. Apesar de não ser volumosa, a precipitação já proporciona um alívio no calor e também no baixos índices de umidade relativa do ar.

 

Após a passagem desse sistema, as temperaturas despencam em toda a região, com máximas que não devem ultrapassar 20 °C em grande parte do Sul no fim de semana. “De qualquer maneira, o combo frente fria mais massa de ar polar previsto para a semana que vem é mais forte do que o desta semana”, finaliza Bini. As chuvas e o frio devem avançar mais pelo Centro-Sul do Brasil.



Fonte: CANAL RURAL

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br