Sudoeste: Ação de solidariedade marca o dia do agricultor com doação de oito toneladas de alimentos

sábado, 31 de julho de 2021 | Geral

Na semana que se comemora o Dia da Agricultura Familiar e do Agricultor, o Fórum Regional das Organizações e Movimentos Sociais Populares do Campo e da Cidade do Sudoeste do Paraná e o Comitê Resistência e Solidariedade entregaram oito toneladas de alimentos, roupas e cobertores para famílias do Sudoeste paranaense.

 

A ação de solidariedade foi resultado de uma campanha, que teve como objetivo arrecadar alimentos da agricultura familiar, atingidos por barragens, assentados, acampados, cooperativas e trabalhadores urbanos.

 

Parte dos alimentos, roupas e cobertores arrecadados beneficiaram mais de 100 famílias do Quilombo Adelaide Maria da Trindade Batista e 80 famílias de uma ocupação urbana, ambas no município de Palmas.

 

“Quero agradecer por esta solidariedade, por esta visita aqui dentro do quilombo e por este espírito de luta por parte de vocês e por parte de cada movimento aqui presente, porque é este espírito de luta que nos move a cada dia, é essa união dos movimentos em prol dos menos favorecidos pela sorte é que a cada dia nos move mais e mais”, disse a quilombola Rosemary Ferreira da Silva Camara.

 

No início da manhã, no Quilombo, foi realizado um momento de reflexão sobre a resistência e luta dos trabalhadores do campo e da cidade, a desigualdade que se agrava com pandemia da Covid-19, a necessidade da solidariedade entre trabalhadores e a bênção dos alimentos, pelo padre Adriano Matana.

 

Além das cestas de alimentos entregues no município de Palmas, foram entregues mais de 20 cestas a famílias em situação de vulnerabilidade nos municípios de Marmeleiro e Francisco Beltrão.

 

Com o início da pandemia da Covid-19, houve um agravamento na desigualdade, a retirada de direitos e o aumento do desemprego dos trabalhadores. Na região Sudoeste isto já é bastante evidente, e as ações de solidariedade também são para denunciar essas violações de direitos.

 

“É importante dizer que continuamos a luta, continuamos fazendo a denúncia da retirada de direitos, onde é um direito as famílias terem emprego, ter uma vida digna, ter condições de viver bem”, enfatizou Paulo Roberto Czekalski, coordenador do Fórum Regional.

 

Todas as doações foram organizadas em diálogo com as organizações, movimentos sociais e entidades urbanas. Todos os protocolos de prevenção à Covid-19 foram seguidos para a realização das doações.

 

Esta é a 6ª ação de solidariedade que o Fórum Regional organiza, desde que iniciou as ações solidárias, em abril de 2020. Até o momento, com esta ação, já foram arrecadados e doados aproximadamente 50 toneladas de alimentos, beneficiando mais de 1.600 famílias do Sudoeste.



Fonte: ASSESSORIA

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br