Treze policiais rodoviários acusados de cobrar propina de motoristas em estradas do Paraná são expulsos da PM

sexta-feira, 31 de julho de 2020 | Paraná

Treze policiais rodoviários estaduais foram expulsos da Polícia Militar do Paraná. Eles são acusados de cobrar propinas de motoristas em estradas do sudoeste do Estado.

 

A decisão foi publicada em ofício interno da Polícia Militar no dia 23 de julho, mas foi divulgada nesta quinta-feira (30). Os militares chegaram a ser presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em fevereiro de 2018, mas foram soltos cinco meses depois e respondem aos processos em liberdade.

 

Segundo a denúncia do Gaeco, os envolvidos faziam parte de um esquema organizado para arrecadar dinheiro de motoristas. Entre as provas estão trocas de mensagens, conversas telefônicas e gravações feitas com uma câmera escondida dentro de uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual.

 

O Comando Geral da Polícia Militar do Paraná decidiu expulsar 13 dos 16 policiais processados no julgamento administrativo. Em relação aos outros 3: uma policial pediu exoneração antes da decisão, outro não foi julgado por conta de uma ação de invalidez em curso, e outro militar foi absolvido de uma única acusação.

 

Os 13 policiais ainda aguardam a sentença do processo criminal, que segue no Tribunal Militar em Curitiba.



Fonte: BandNewsCuritiba

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br