Verão começa na segunda-feira (21) com previsão de chuvas pouco abaixo da média histórica no Paraná

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020 | Clima Tempo

O verão começa oficialmente na segunda-feira (21), às 7h02. No Paraná, a estação deve ser de chuvas pouco abaixo da média histórica para o período, de acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

 

Com previsão de menos chuvas durante a estação neste ano, a recuperação dos níveis dos reservatórios de água deve ser lenta. O Paraná enfrenta situação de emergência hídrica.

 

Previsão para esta segunda-feira

Para o primeiro dia de verão, a previsão do Simepar é de tempo instável, parcialmente nublado com pancadas de chuva em quase todo o Paraná.

 

Na região de Pato Branco, no sudoeste, diferentemente do restante do estado, o tempo deve ficar firme, nesta segunda-feira.

 

Ainda conforme os meteorologistas, em União da Vitória, Pato Branco e Laranjeiras do Sul devem ser registradas as menores temperaturas do dia. A mínima prevista é de 16º.

 

Já em Jacarezinho, os termômetros podem marcar até 34º, previsão de temperatura mais alta no Paraná para o primeiro dia da estação.

 

Chuvas na estação

Os meteorologistas destacam que o verão é a estação mais chuvosa no estado, o que deve também ser registrado neste ano. O período registra chuvas intensas, pontuais, de curta duração e com muitos raios, vendavais e granizo, em todo o Paraná.

 

Entretanto, o Simepar explica que a ocorrência de chuvas ficará entre "ligeiramente abaixo e próxima à média climatológica" em todas as regiões.

 

Não há como prever a médio ou longo prazo, segundo os meteorologistas, onde devem ser registradas as tempestades típicas do verão e nem com qual intensidade devem ocorrer.

 

Os meteorologistas afirmam também que são previstos vários dias consecutivos de tempo seco e muito calor, com registro das temperaturas mais altas nas regiões oeste, sudoeste, norte e litoral.

 

Previsão para agricultura

Desde maio, o Paraná está em situação de emergência hídrica por causa da severa estiagem que vem enfrentando.

 

A seca registrada neste ano é a pior da história paranaense. De acordo com o Simepar, os efeitos da estiagem prejudicaram safras de soja e de milho no estado.

 

Diante dos danos no campo, muitos agricultores precisaram replantar e adequar cultivos de ciclos mais curtos, para salvar a produção.

 

A agrometeorologista do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), Heverly Morais, destacou que a perspectiva de chuvas e temperaturas dentro das médias históricas favorece o desenvolvimento da agricultura neste verão, com boa produtividade, beneficiando a soja, o milho e as frutíferas em geral.

 

Por isso, ela recomenda o cuidado intensivo para com as hortaliças, que podem ser afetadas pelas chuvas fortes e temperaturas elevadas, típicas da estação que começa nesta segunda-feira.



Fonte: G1 PARANÁ | Foto: Luciana Grande/RPC

Leia também

desenvolvido por goutnix.com.br